Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Parcerias em ações de governo para o desenvolvimento são destaque na Rádio Piratini

Publicação:

Governador ao lado direito da imagem fala frente ao microfone da rádio. Ao fundo, um painel em cor verde que tem escrito Rádio Piratini e o logotipo da rádio.
Governador falou sobre desenvolvimento sustentável e econômico para melhorar vida das pessoas em programa de rádio - Foto: Karine Viana/Palacio Piratini
As ações para qualificar o trabalho no campo, aumentar a rede de esgoto tratado, atrair investimentos e estimular a geração de empregos no Rio Grande do Sul foram alguns dos temas abordados pelo governador José Ivo Sartori no programa Governo e Comunidade deste sábado (8). Desde 2015, iniciativas de diferentes secretarias têm o mesmo foco: promover o desenvolvimento sustentável e econômico para melhorar a vida das pessoas.

Parcerias

Sartori destacou a importância de fazer parcerias para melhorar os serviços públicos: "Nosso governo consolidou as parcerias como ferramenta de gestão porque o Estado não consegue fazer nada sozinho. Deste legado, temos, por exemplo, a parceria público-privada da Corsan na Região Metropolitana. É um projeto que, em 11 ou 12 anos, vai ampliar o saneamento básico de nove cidades. Isso representa um salto de inacreditáveis 14% para 83% de esgoto tratado. Além de despoluir os Rios do Sinos e Gravataí. É a sustentabilidade aliada à saúde".

Desenvolvimento econômico

O governador explicou que uma das medidas para combater o desemprego é atrair novos investimentos e facilitar a vida de quem quer empreender no Rio Grande do Sul. "Entre outras ações, nós reduzimos a burocracia. O tempo de espera para obter uma licença ambiental caiu de 900 para 80, 60 e até 40 dias, sem perder, é claro, o rigor nos critérios técnicos estabelecidos pelos órgãos ambientais. Além disso, viabilizamos o crédito, através do Banrisul, do Badesul ou do BRDE para micro, pequenas, médias e grandes empresas. Também disponibilizamos crédito para os agricultores familiares e para as prefeituras, que assim podem fazer melhorias nas suas cidades".

Campo e agricultura familiar

Segundo Sartori, investir no campo é investir na economia de todo o estado, que depende muito dos resultados do setor rural. "Investimos, por exemplo, em programas para garantir a sucessão nas propriedades, levando novas tecnologias para as lavouras e capacitando os pequenos agricultores. A permanência no campo é muito importante. Tudo isso colaborou para termos safras recordes e produtos de qualidade nas mesas dos gaúchos".

O governador também falou do crescimento da Expointer. "Eu acredito que a última edição foi um símbolo para a agricultura familiar. O setor ganhou um pavilhão novo, além de ser um reconhecimento, ajuda a criar um ambiente mais favorável para a geração de emprego e renda nas pequenas propriedades", afirmou.

Conhecimento e tecnologia

Antes de encerrar, Sartori falou da posição de destaque que o Rio Grande vem conquistando com as pesquisas nas universidades gaúchas. "Enxergamos as transformações nas novas tecnologias. Por isso, demos incentivo para a criação de startups, apostando na transferência de conhecimento e na inovação das universidades através dos parques tecnológicos, dos pólos tecnológicos e das incubadoras. Também participamos do cluster de tecnologia para a saúde. Isso nasceu de uma primeira viagem que eu fiz para a Alemanha e hoje reúne, aqui no Rio Grande, empreendedores, empresas, organizações e universidades. Todos engajados em implantar projetos e fomentar um ambiente de tecnologia e inovação especializado em saúde humana".

Texto: Vanessa Felipe
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

Secretaria de Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul