Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Sartori defende proteção e valorização do campo

Publicação:

Assinado na última quinta-feira (31), na 40ª Expointer, pelo governador José Ivo Sartori, um novo decreto cria delegacias de polícia especializadas na repressão aos crimes rurais e abigeato, com sedes principais em Bagé, Camaquã e Santiago e complementares em Cruz Alta. "Elas vão atender não apenas o abigeato, mas também furtos de insumos e de maquinário, coisas que afetam diretamente toda a cadeia econômica do agronegócio", celebra Sartori no programa Governo e Comunidade desta semana.

Conforme enfatiza o governador, em 2017 os crimes no campo diminuíram aproximadamente 20%, como resultado do esforço feito pelas polícias civil e militar, além das patrulhas rurais. Outro serviço citado é a delegacia online, que recebe informações das outras áreas de atuação da Polícia Civil.

Para definir a localização e organizar as atividades das novas delegacias no interior, o governo do Estado contou com o trabalho da Secretaria da Segurança Pública e de técnicos policiais. "Tenho certeza de que elas trarão um resultado positivo para que o agronegócio siga gerando mais empregos", salienta Sartori.

Decreto do leite

Foi assinado também na Expointer um decreto para proteger os produtores de leite da concorrência de importação do produto em pó, especialmente do Uruguai. Sartori observa que o valor do leite estava menor em consequência da grande quantidade de leite em pó estrangeiro entrando no mercado nacional.

Construído em conjunto com as cooperativas e os pequenos produtores, o documento revoga por 90 dias o decreto de 2016, sobre o diferimento na importação de leite para os centros distribuidores. Além disso, não será renovado o decreto que trata do diferimento para incentivo à importação de leite para industrialização. "Noventa e cinco por cento da produção leiteira vem da agricultura familiar, e muitas vezes o leite é a única forma de sustento das famílias do campo", diz o governador.

Futuro do campo

Nesta 40ª Expointer, um dos números a comemorar é o do desempenho do Pavilhão da Agricultura Familiar, onde, só nos primeiros cinco dias de feira, as vendas cresceram 29% em relação ao ano passado. "Quando oferecemos oportunidade para a industrialização e a entrada de tecnologia nos meios de produção rural, agregamos valor e renda. O futuro do campo é uma questão importante", defende o governador. "Se temos resultado, podemos mostrar que ficar no campo é uma boa opção", acrescentou.

Com duração de cinco minutos, o programa Governo e Comunidade trata de temas que foram notícia durante a semana e dos principais assuntos envolvendo o Executivo. É gravado na Rádio Web Piratini e veiculado aos sábados por emissoras de rádio gaúchas.


Texto e edição: Secom

Secretaria de Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul